quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Papa lamenta assassinatos de religiosa e voluntário na África

Nicole Melhado

Da Redação, com news.va (tradução - equipe CN Notícias)


Montagem sobre fotos de Arquivo
Irmã Lukrecija Mamic e Francesco Bazzani estavam na missão de Kiremba, na Diocese de Ngozi, no Burundi (África)

O Papa Bento XVI expressou suas condolências pela morte da religiosa Lukrecija Mamic e do voluntário Francesco Bazzani. A religiosa croata e o leigo italiano estavam em missão no Burundi (África) e foram assassinados depois de um assalto no domingo, 27.

Em mensagem enviada, nesta terça-feira, 29, ao bispo de Ngozi, à Congregação das Irmãs da Caridade de Brescia e aos familiares de Francesco Bazzani, o Secretário de Estado, Cardeal Tarcísio Bertone, afirma que o Papa partilha do sofrimento pelo assassinato dos dois.

“Sua Santidade, Papa Bento XVI, expressa suas sinceras condolências a todo comunidade diocesana de Ngozi e pede a Deus, Pai de toda misericórdia, que acolha no seu Reino estes falecidos que consagraram suas vidas a serviço dos doentes e pobres, e que dê coragem e esperança à Irmã Carla Lucia Brienza, a fim que supere esta prova”, salientou a mensagem.

Irmã Carla, também italiana, ficou ferida durante o assalto a casa das irmãs "Servas da Caridade" em Kiremba, na zona norte ocidental de Burundi.

Cardeal Bertone disse ainda que, no desejo que proporcionar um conforto espiritual a todos, o Santo Padre envia também, de coração, sua benção apostólica às irmãs da Congregação da Caridade, aos familiares de Bazzani e a todos que sofrem por estas mortes brutais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário