sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Congresso dos Focolares pretende discutir Direito e Fratenidade

O Movimento dos Focolares realiza entre os dias 25 e 27 deste mês, o II Congresso Nacional de Direito e Fraternidade, com o tema “O Princípio da fraternidade no Direito: instrumento de transformação social”. O evento pretende reunir professores, alunos, personalidades da magistratura, advogados, promotores de Justiça e todos os operadores do Direito.
O objetivo do encontro é discutir e aprofundar a proposta de colocar em prática o “Princípio da fraternidade no Direito” como “instrumento de transformação social”.
A iniciativa tem o apoio do Tribunal de Justiça de São Paulo, Ministério Público do Estado de São Paulo, Associação Paulista do Ministério Público, Comissão Justiça e Paz, Ordem dos Advogados do Brasil/SP e outras instituições ligadas ao Direito.

De acordo com o procurador da Justiça do Ministério Publico de São Paulo e Coordenador nacional de “Direito e Fraternidade”, Munir Cury, o Direito necessita passar por uma transformação que seja compatível às realidades de violência e corrupção no país.
“Diante à crescente onde de violência, do fenômeno da corrupção, de muitos conflitos sociais, está surgindo, não somente no Brasil, a necessidade de um novo enfoque, de uma transformação do direito. Não poucos são os sinais que já se apresentam”, afirmou.

O que é Direito e Fraternidade?
É uma rede que reúne estudiosos e profissionais de diferentes áreas do Direito dos diversos Estados Brasileiro. Faz parte da rede internacional "Comunione e Diritto”. Tem em comum o compromisso de aplicar a categoria da fraternidade para desenvolver e disseminar uma nova cultura jurídica. Promove e apoia as mais diversas iniciativas baseadas no relacionamento fraterno entre operadores do Direito e entre mundos jurídico e sociedade civil. Dá suporte à formação das consciências.

O grupo nasceu em 2001 como resultado de uma intuição de Chiara Lubich (1920-2008), fundadora do Movimento dos Focolares, Prêmio UNESCO Educação para a Paz 1996, que deu inicio ao desenvolvimento da “cultura da unidade” e da fraternidade universal nos mais diversos âmbitos de conhecimento, do direito à política (Movimento político para unidade), da economia (Economia de Comunhão) à comunicação, saúde, pedagogia, ecologia, arte.

O Movimento dos Focolares
Nasceu no âmbito do cristianismo em Trento, na Itália, em 1943. Tem como objetivo contribuir a unidade da família humana na fraternidade universal. Atualmente está difundido em 180 nações e com mais de dois milhões de pessoas de diferentes religiões, de várias categorias sociais e idade. Reconhecimentos à Chiara Lubich: Congresso Nacional em Brasília (07.12.2012) - Ordem do Cruzeiro do Sul, do Presidente da República Fernando Henrique Cardoso – 1998 - Prêmio Conselho da Europa Direitos Humanos 1998 - Prêmio Unesco Educação para a Paz 1996.
O II Congresso Nacional Direito e Fraternidade acontece nos dias 25, 26 e 27 de JANEIRO de 2013, no Centro Mariápolis Ginetta - Vargem Grande Paulista (SP). Para obter mais informações, acesse: www.direitoefraternidade.blogspot.com.br ou www.focolares.org.br.

Nenhum comentário:

Postar um comentário